Aumentar tamanho da letra  Reverter ao tamanho original Diminuir tamanho da letra  english español

Experimento policial (fenolftaleína)

Por: Bruno Delecave

Experimento policial (fenolftaleína)

Algumas manchas são difíceis de identificar. Se uma blusa ou bermuda estiver suja e não houver jeito de saber se é de chocolate ou doce de leite, ninguém perde muito tempo tentando descobrir e vai logo lavar aquela roupa. Certo?

Mas, se a dúvida for saber se uma mancha é de sangue, a situação fica mais complicada. Ainda mais se isto for importante na investigação de um crime. Com o passar do tempo, o sangue escurece e pode até ficar parecido com uma mancha de chocolate. Para saber do que se trata, só mesmo recorrendo à ciência.

Existem alguns produtos químicos capazes de identificar se uma mancha é sangue ou não é. Um desses produtos é chamado fenolftaleína, um indicador de pH. Ela reage quando em contato com substâncias de caráter básico – como o sangue, que é ligeiramente básico – e fica com uma cor rosa. Mas se a substância for ácida ou neutra, nada acontece.

Portanto, a fenolftaleína não reage apenas com sangue, mas com qualquer substância de pH básico, como sabão em pó, por exemplo. Para aumentar a precisão, o teste de identificação de sangue – conhecido como teste de Kastle-Meyer – também tem água oxigenada em sua composição.

Vamos ver como a fenolftaleína funciona na prática. Mas em vez de sangue, vamos usar outras duas substâncias: sabão em pó e vinagre. Qual delas você acha que vai causar uma reação química ao entrar em contato com a fenolftaleína?

 Ingredientes necessários.

Ingredientes necessários.

 Use o sabão em pó para desenhar.

Use o sabão em pó para desenhar.

 Borrife a fenolftaleína.

Borrife a fenolftaleína.

 A reação química.

A reação química.

 Desenhe com vinagre.

Desenhe com vinagre.

 Borrife a fenolftaleína.

Borrife a fenolftaleína.

 Não há reação.

Não há reação.

Saiba mais:

Luminol

versão para impressão: versão para impressão