Aumentar tamanho da letra  Reverter ao tamanho original Diminuir tamanho da letra  english español

Dois pesos, uma medida

Por: Irene Cavaliere

 Montagem do Sistema Solar. Fonte: Nasa

Montagem do Sistema Solar. Fonte: Nasa

Se você quer “rejuvenescer” e ainda por cima “perder uns quilinhos”, a solução é ir para Marte. Em Marte, além de os anos serem mais longos (por causa do movimento de translação), a força da gravidade é menor, o que deixa os objetos mais leves. 

Para entender o que acontece, precisamos primeiro saber a diferença entre massa e peso.

Massa é a quantidade de matéria que um corpo contém. Todos os corpos que possuem massa irão atrair outros corpos que também possuem massa. Isso acontece para todos os objetos, mas apenas aqueles com massa de magnitude astronômica conseguem exercer uma força de atração suficiente para gerar movimento, vencendo outras forças, como o atrito, por exemplo.

O peso é a medida dessa força exercida sobre o objeto. Assim, quanto maior for a massa do planeta, mais pesado o objeto será em sua superfície. Por isso, em planetas com maior massa – como Júpiter, Saturno e Netuno – seríamos mais pesados, e em planetas com menor massa – como Marte, Plutão ou Mercúrio – seríamos mais leves.

Descubra quanto você pesa em outros planetas aqui.  

Essa força, chamada de força gravitacional, atua em todo o universo, independentemente do meio: pode ser no vácuo, no ar, ou em qualquer outro meio. Se não fosse por ela, a vida – como a conhecemos – talvez não existisse. Sem essa força, a matéria não teria se aglutinado, formando os planetas e outros corpos celestes. A gravitação também é responsável por manter a Terra e outros planetas em suas órbitas, pelo movimento das marés, dentre outros fenômenos naturais.

 

Lei da Gravitação Universal

Essa força de atração também explica o movimento gravitacional dos planetas. Kepler entendeu que os planetas se movem mais rápido quanto mais próximos estão do Sol, mas ele não sabia explicar o porquê desse fenômeno. Adivinha quem desvendou o mistério, 50 anos depois? Sir Isaac Newton!

Newton percebeu que a força de atração entre dois corpos está relacionada com suas massas e a distância que os separa, e formulou a Lei da Gravitação Universal, que ficou assim:

 F = G. Mm/r2

onde F é a força gravitacional; G é a constante universal de valor 6,67.10-11; M é a massa do corpo maior; m é a massa do corpo menor; e r é a distância entre eles, a partir dos centros de gravidade dos corpos.

Ou seja, essa força de atração é diretamente proporcional à massa (quanto mais massa, mais atração) e inversamente proporcional ao quadrado da distância (quanto maior a distância, menor a atração).
 
Como o Sol possui muita massa (98% de toda a massa do sistema solar), os planetas se movimentam com maior velocidade quando estão mais perto dele. Ainda bem que a distância entre os planetas e o Sol também é grande, caso contrário, seríamos puxados pra dentro de seu imenso caldeirão.

 

* Por motivos lúdicos, Plutão está sendo considerado aqui como planeta, embora tenha sido recentemente reclassificado na categoria de planeta-anão.

 

Leia também: Quantos anos você tem?

versão para impressão: versão para impressão