Aumentar tamanho da letra  Reverter ao tamanho original Diminuir tamanho da letra  english español

Origens do macarrão

Por: Irene Cavaliere

Ilustração do século XIV

Ilustração do século XIV

Pratos à base de massas existem desde que o homem descobriu que podia moer alguns cereais, misturar com água e obter uma pasta cozida ou assada. E isso já faz muito tempo. Foram encontradas referências a um alimento feito com cereais e água que datam de 2.500 a.C., entre os povos assírios e babilônios.

Reza a lenda que o macarrão teria chegado à Veneza em 1295, trazido da China pelo famoso explorador Marco Polo. Porém, em 1279, já havia na Itália o registro da palavra “macaronis”, usada por um soldado genovês em seu inventário para descrever o alimento que deixava para sua família. 

A versão mais aceita confere aos árabes a paternidade da invenção. Eles teriam levado o macarrão para a Sicília no século IX, quando conquistaram a ilha durante a Expansão Árabe. A massa seca, fácil de conservar e transportar nas longas travessias, logo se espalhou por todo o Mediterrâneo. Na Itália, a receita recebeu o toque final: a farinha de grano duro, que permite o cozimento ideal da massa, al dente.

Durante o período da Renascença (séc. XIV – XVI), a massa era um prato nobre, servido pelos ricos em seus banquetes.  No século XIX, surgiram as primeiras fábricas de massas, e as receitas começaram a se popularizar. Mas foi depois da Primeira Guerra Mundial que o macarrão se espalhou e conquistou o mundo!

 

Ilustração: Tacuina sanitatis (século XIV). Fonte: Sailko/ Wikimedia commons. 

versão para impressão: versão para impressão