Aumentar tamanho da letra  Reverter ao tamanho original Diminuir tamanho da letra  english español

Para evitar picadas

Por: Tereza Costa

Proteger as abelhas é necessário. Mas não dá para esquecer que, com exceção das espécies nativas, as abelhas têm ferrão e podem picar para defender a colmeia. Abelhas voando em busca de alimento em geral picam apenas quando se sentem ameaçadas.

Você já ouviu dizer que cada abelha pica apenas uma vez? Isso acontece quando a picada é de uma abelha-operária em uma pessoa ou em outro mamífero.

O ferrão das operárias é serrilhado e fica preso na nossa pele porque a abelha não consegue retirá-lo após a picada (o ferrão não fica preso quando a abelha pica outros insetos). Mais ainda: o ferrão está ligado a órgãos internos da operária. Ao voar para longe, ela perde parte de seu intestino e alguns músculos e nervos. Como consequência, morre pouco tempo depois.

Abelha-operária no momento da picada. Foto: Waugsberg/Wikipedia

Abelha-operária no momento da picada. Foto: Waugsberg/Wikipedia

As abelhas-rainha, vespas, marimbondos e mamangavas podem picar várias vezes porque não perdem o ferrão. E quantas vezes o zangão pica? A resposta é: nenhuma! O ferrão faz parte de uma estrutura usada para pôr ovos e, portanto, não existe nos machos.

A morte da operária não é em vão: os músculos e nervos deixados para trás estimulam pequenos movimentos no ferrão, que penetra ainda mais na pele. Preso a ele, está um pequeno saco de veneno, bombeado pouco a pouco para dentro do corpo humano. Para diminuir a quantidade de veneno que entra no corpo, o ferrão deve ser retirado o mais rapidamente possível.

O ferrão preso à pele. O fio esbranquiçado é parte do intestino da abelha. Foto: Waugsberg/Wikipedia

O ferrão preso à pele. O fio esbranquiçado é parte do intestino da abelha. Foto: Waugsberg/Wikipedia

A ação do veneno depende do número de picadas e das características de cada pessoa. O local pode ficar inchado, vermelho e dolorido durante horas ou mesmo dias. Mas fique de olho: náusea, tonturas, coceira no corpo ou na garganta e falta de ar podem ser sinais de alergia. Pessoas alérgicas podem ter reações graves e devem receber atendimento médico imediatamente.

Ao picar, a abelha também exala substâncias chamadas ferormônios, que estimulam outras abelhas a defender a colmeia atacando qualquer coisa que se mova. Quando alguém é atacado por um enxame e recebe muitas picadas, a quantidade de veneno inoculada pode provocar danos nos rins, nas células do sangue e levar ao coma ou até mesmo à morte.

Se uma abelha chegar perto ou pousar em você, fique calmo e evite movimentos bruscos. Provavelmente ela se aproximou para investigar e vai se afastar quando perceber que você não tem alimento para fornecer. Lembre-se, abelha são herbívoras e saem da colmeia em busca de néctar e pólen, não para picar pessoas.

Mas se houver ninhos de abelhas, vespas ou marimbondos em sua casa, não tente removê-los. Entre em contato com o departamento de zoonoses ou com apicultores de seu município. Em casos graves, peça ajuda ao corpo de bombeiros.

Apicultores usam roupas especiais para evitar picadas. Piauí. Foto: Thiago Gama de Oliveira/Flickr

Apicultores usam roupas especiais para evitar picadas. Piauí. Foto: Thiago Gama de Oliveira/Flickr

Se uma abelha pousar em você, não faça movimentos bruscos. Piauí. Foto: E-monk/Flickr

Se uma abelha pousar em você, não faça movimentos bruscos. Piauí. Foto: E-monk/Flickr

Para não atrair esses animais, uma boa dica é evitar comer frutas, refrigerantes e outros alimentos adocicados em locais abertos e com abelhas por perto. Cuidar do lixo também ajuda: não deixe o seu por aí, acumulado e destampado. Mais uma coisa: mantenha as janelas do carro fechadas quando estacionar em parques e áreas abertas. Se houver uma abelha dentro do seu carro, nunca tente retirá-la enquanto estiver dirigindo. Pare o carro em local seguro e abra as janelas.

Se você visitar uma área de criação, não use perfumes ou colônias, eles podem atrair as abelhas (você não quer ser confundido com uma flor, não é mesmo?). Pela mesma razão, também não é boa ideia usar roupas coloridas. Nada de andar descalço também. Evite ficar na frente da entrada da colmeia, afinal, as abelhas estão muito ocupadas entrando e saindo o tempo todo e você não precisa ficar no caminho.

Abelhas na entrada de uma colônia. Foto: Björn Appel (editado por Waugsberg)/ Wikimedia

Abelhas na entrada de uma colônia. Foto: Björn Appel (editado por Waugsberg)/ Wikimedia

Voltar à matéria principal.

Para saber mais

Sobre abelhas e picadas

http://chc.cienciahoje.uol.com.br/picada-fatal/

http://super.abril.com.br/mundo-animal/abelhas-morrem-quando-picam-447564.shtml

http://mundoestranho.abril.com.br/materia/por-que-a-abelha-morre-ao-picar-uma-pessoa

Sobre sintomas e efeitos do veneno

http://bvsms.saude.gov.br/picadas-de-insetos-e-animais-peconhentos-parte-2

Recomendações do corpo de bombeiros

http://www.bombeiros.ms.gov.br/index.php?templat=vis&site=120&id_comp=856&id_reg=165560&voltar=home&site_reg=120&id_comp_orig=856

O conteúdo indicado acima foi acessado em 21 out 2014.

Você tem algum tema ou dúvida sobre ciência e gostaria de ver esse assunto no Invivo? Conte para nós.

versão para impressão: versão para impressão