Aumentar tamanho da letra  Reverter ao tamanho original Diminuir tamanho da letra  english español

Um soldado ameaçado

Por: invivo

Foto: Rick elis simpson

Foto: Rick elis simpson

No passado, ele era comum nas matas úmidas nas encostas da Chapada do Araripe. Descoberto apenas em 1996, o soldadinho do Araripe é a ave brasileira mais ameaçada de extinção. Acredita-se que hoje haja menos de 800 indivíduos na natureza.

Considerado o guardião das águas por se reproduzir apenas junto as nascentes, é uma ave endêmica (exclusiva) do Ceará, encontrado somente em pequenos trechos de mata de Barbalho, Crato e Missão Velha, no vale do Cariri, um verdadeiro oásis em meio à caatinga. A principal ameaça ao soldadinho do Araripe é a destruição do habitat, provocada pelo desmatamento e degradação dos mananciais.

Topete

Foto: Ciro Albano

Foto: Ciro Albano

O soldadinho do Araripe é uma ave com cerca de 15 cm de comprimento e cerca de 20 gramas de peso. Apresenta grande dimorfismo sexual, isto é, a fêmea é bem diferente do macho. Ela é verde-oliva. Já o macho é branco com cauda e penas de voo das asas negras, parte das costas vermelha, assim como um vistoso topete vermelho. Pássaros jovens são da mesma cor que as fêmeas.

Seu nome popular deve-se à sua semelhança com outra ave brasileira do mesmo gênero, o soldadinho. Ambas possuem um topete chamativo, parecido com um elmo romano. O topete vai aumentando à medida que o macho se desenvolve. Já seu nome científico, Antilophia bokermanni é uma homenagem ao zoólogo brasileiro Werner Bokermann. Pertence à família Pripidae.

Reprodução

Territorialista, o soldadinho do Araripe protege sua área dos invasores. Essa capacidade de defesa, sua plumagem exuberante e a agilidade nas acrobacias são fundamentais para atrair a fêmea. O macho permanece com uma única parceira por período reprodutivo.

A fêmea, que põe dois ovos a cada postura, constrói o ninho em uma forquilha, geralmente baixa (menos de 2m), sobre rios e outros cursos d’água. Os filhotes permanecem com os pais por quase dois anos, tempo necessário para se tornarem adultos e para os machos desenvolverem suas penas definitivas, até serem expulsos do território paterno.

Embora também coma insetos e outros pequenos artrópodes, o soldadinho do Araripe alimenta-se principalmente de pequenos frutos, defecando sementes misturadas com as fezes, desempenhando um papel importante na dispersão de plantas ao longo dos cursos d’água.

Veja ainda

O outro soldadinho

Soldadinho do Araripe cantando

Saiba mais

Aquasis

Projeto Soldadinho do Araripe

Blog do soldadinho do Araripe

versão para impressão: versão para impressão