Aumentar tamanho da letra  Reverter ao tamanho original Diminuir tamanho da letra  english español

Tartaruga punk

Por: invivo

Foto:Chris Van Wyk

Foto:Chris Van Wyk

Uma bela cabeleira verde em corte moicano, olhos claros com reflexos dourados, e dois grandes piercings sob o queixo. Mais punk impossível! Mas não é só aparência radical que torna a tartaruga do Mary River (Rio Mary) tão diferente. Além de uma cauda enorme, ela também consegue respirar pelo bumbum!

A tartaruga (Elusur macrurus) figura na primeira lista de répteis do programa EDGE of Existence (limite da existência), uma iniciativa voltada para a conservação de espécies distintas evolutivamente e em risco globalmente. E ela é bem diferente, tanto morfológica como evolutivamente. É a única espécie em seu gênero e começou a divergir de todas as outras espécies há 40 milhões de anos. Só para comparar, nós nos separamos dos chimpanzés e bonobos há menos de 10 milhões de anos.

Cabeleira de algas

A tartaruga punk conta com glândulas especializadas em seus órgãos reprodutivos, permitindo que respire pelo bumbum. Assim, pode ficar até 72 horas submersa. Nesse período, acaba acumulando algas no topo da cabeça, o que lhe dá essa cabeleira punk.

A tartaruga punk vive nos trechos com correntes rasas, rápidas e bem oxigenadas do rio que lhe dá o nome, no estado de Queensland, Austrália, mas constrói seus ninhos em terra. Ela leva um longo tempo para atingir a maturidade sexual e começa a se reproduzir só depois dos 25 anos. Machos têm em torno de 42 cm, já fêmeas 34 cm. Os machos adultos possuem uma cauda bem longa, chegando a atingir 70% do comprimento da carapaça.

Por seu tamanho diminuto ao eclodir, filhotes da tartaruga do Mary River eram caçados e vendidos como animais de estimação durante as décadas de 1960 e 1970. Compradores eram enganados e achavam que os animais eram adultos e manteriam o mesmo tamanho. Ao crescerem, eram descartados na natureza e acabavam não sobrevivendo.

Observem o tamanho da cauda

Observem o tamanho da cauda

O número das tartarugas declinou rapidamente e hoje ela figura como ameaçada na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN).

As principais ameaças à tartaruga punk são a redução da qualidade da água, devido principalmente à poluição química, assoreamento, retirada de areia, destruição das matas ciliares e sobrepastoreio, represamento das águas, e destruição dos ninhos e ovos por animais selvagens.

versão para impressão: versão para impressão