Aumentar tamanho da letra  Reverter ao tamanho original Diminuir tamanho da letra  english español

Esta tal de conjuntivite

Por: Daniele Souza

 Ilustração: Barbara Mello

Ilustração: Barbara Mello

Pai e mãe ansiosos na maternidade. Parto normal. Foto para posteridade: recém-nascido com olho preto. É que, ao nascer de parto normal, pinga-se nitrato de prata (colírio marrom) nos olhos para prevenir uma conjuntivite neonatal.

De tempos em tempos, há surtos de conjuntivite que assolam determinada região. É um tal de olho inchado, "remela", vermelhidão nos olhos, ardência... Sem contar uma coceira angustiante, a sensibilidade à luz e os olhos lacrimejantes. Incômodo, como se um grão-de-areia invadisse seu olho... Mas, afinal de contas, o que é "esta tal de conjuntivite" que está no cotidiano de alguns desde o parto normal e muitos desconhecem?

Conjuntivite nada mais é do que o processo inflamatório da conjuntiva, uma fina membrana transparente que reveste o globo ocular (bulbar) e, fazendo uma dobra, reveste também a parte interna da pálpebra (tarsal), como se fosse o "fundo de um saco".

Quando nascemos de parto normal, atravessamos o canal vaginal e ficamos sujeitos a elementos causadores de conjuntivite. As sensações descritas representam alguns dos sintomas de quem tem conjuntivite e podem variar de acordo com o tipo. 

Existem três grandes tipos de conjuntivite: alérgica, infecciosa e aquela desencadeada por fatores externos. A conjuntivite alérgica está ligada aos próprios fatores alergênicos da pessoa;  tem a conjuntivite causada por elementos tóxicos como substâncias químicas, cloro, fumaça, entre outros, e a conjuntivite infecciosa, causada por vírus, bactérias e fungos (ocorre na conjuntiva por contiguidade, mas a lesão inicial é na córnea). Para um diagnóstico preciso e tratamento adequado, o acompanhamento do oftalmologista é crucial.

Photo: P33tr/Wikipedia

Photo: P33tr/Wikipedia

A responsável pelas epidemias é a conjuntivite infecciosa, por ser contagiosa. Normalmente é transmitida por um vírus que se espalha como uma onda porque não encontra resistência. Este vírus são mutáveis, diferentes, por isso a repetição das epidemias de conjuntivite. Cada vez um novo vírus. Já a conjuntivite ocasionada por bactérias, está relacionada à resistência da pessoa e ao potencial de contaminação do meio comunitário. Neste caso, seria endêmico pela contaminação de um grupo, não no contato individual.

O fato da conjuntiva ser exposta facilita o contágio, tornando a conjuntiva um bom "meio de cultura". Sendo que o calor, o vento e poluentes representam fatores irritantes, que levam a pessoa a coçar o olho e  possibilitar o contágio. Até o esfregar dos olhos no sono matinal, indo trabalhar de ônibus, pode ser um fator de transmissão.

Transmissão e duração

Higiene e tratamento

Complicações

 

versão para impressão: versão para impressão