Aumentar tamanho da letra  Reverter ao tamanho original Diminuir tamanho da letra  english español

Água de todos os dias

Por: Daniele Souza

Você toma banho, usa sabonete, shampoo. Escova os dentes e usa creme dental. Faz o café da manhã e lava a louça com detergente. E o que acontece com esta água? Não é simplesmente água. Está misturada a substâncias químicas utilizadas no dia a dia.

Isto tudo gera o que se chama de efluente. Um resíduo que vai para um encanamento de esgoto e  para um sistema de tratamento. Mas, às vezes, este efluente vai diretamente para um afluente aquático e vai atingir um rio, uma lagoa.

Quem nunca passou por uma vala aberta? O que chamamos de ‘valão’ nada mais é que um pequeno rio, antes limpo e que, depois de receber tanto esgoto, recebe o nome de vala aberta. E estes dejetos podem atingir uma lagoa e, consequentemente, uma praia, ainda mais em cidades litorâneas como o Rio de Janeiro.

A água sai  ‘limpinha’ da torneira. Já pensou nisso? Como esta água chega assim para gente? Toda água tratada tem um grande custo. Cada vez que desperdiçamos água, ou  utilizamos produtos químicos poluentes em excesso, mais se torna cara a despoluição e o retorno desta água, sob a forma da água limpinha que recebemos na torneira.

Cataratas do Iguaçu

Cataratas do Iguaçu

‘Ah, mas o Brasil é um país rico em água’. Sim, apesar das diferenças regionais, o Brasil possui  a Região Amazônica, que é um dos maiores reservatórios de água fluvial. Além de um reservatório subterrâneo imenso chamado Aquífero Guarani
Localiza-se no centro-leste da América do Sul, abrangendo áreas em oito estados do Brasil: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Atinge, também, a Argentina, o Paraguai e o Uruguai.

Localiza-se no centro-leste da América do Sul, abrangendo áreas em oito estados do Brasil: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Atinge, também, a Argentina, o Paraguai e o Uruguai.

.   Entretanto, a água não é infinita. Já ouviu falar do Ciclo da Água? Chove, evapora, chove novamente, formando as nascentes aquáticas. Quando chove, a água infiltra no solo, encontra uma camada de  solo onde vai acumular, formando um lençol freático, uma água subterrânea. Por diferença de solo ou de profundidade, esta água aflora em algum momento, começando uma nascente, um pequeno rio que terá seu próprio caminho e pode virar um grande rio.

‘Ah, mas eu tomo cuidado com shampoo, pasta de dente e detergente. O que mais eu posso fazer?”. Muito. Existe água em tudo que nos rodeia, mesmo que não se saiba. Vários materiais utilizam água na sua fabricação, até mesmo as roupas. Ao fabricar roupa, é utilizada água no processo de produção, principalmente tingimento.

Alimentos, bebidas, produção de automóveis, lâmpadas e até papel. Para conseguir um papel branquinho, são utilizados grandes volumes de água com produtos químicos. Uma folha de papel em branco consome cerca de meio litro de água. Mais ou  menos dois copos de água por folha.  Portanto, ao rabiscar uma folha de papel e jogar fora, você está esbanjando água, além da energia utilizada na fábrica para produção desta folha e da celulose, que vem da madeira.

Quanto mais suja estiver a água captada para um estação de tratamento, mais se gasta dinheiro para sua despoluição. Cada vez que se desperdiça água, está se desperdiçando não só um recurso hídrico, como um recurso financeiro.

Então, quando você abrir a torneira, lembre que a água tem um custo. Que os produtos de higiene e limpeza que você gasta, na sua casa, na escola, no condomínio, devem ir para um sistema de tratamento, mas nem sempre isso acontece. Podem estar indo diretamente para um rio, que pode estar servindo de fonte de água  para outra cidades. Utilize conscientemente os recursos naturais, lembrando que nem sempre eles são renováveis e serão necessários para outras pessoas no futuro.

De onde vem a água?

A utilização da água

versão para impressão: versão para impressão