Aumentar tamanho da letra  Reverter ao tamanho original Diminuir tamanho da letra  english español

Alguns Alfabetos

Por: Elisa Batalha

A invenção do alfabeto é uma revolução na história da escrita. Alfabetos são sistemas de escrita puramente fonéticos, ou seja, cada símbolo representa um som (ou mais de um). O alfabeto é um sistema totalmente abstrato, ou seja, uma convenção. Não há ligação entre os significados e a representação gráfica do texto. Um mesmo alfabeto pode ser adaptado e utilizado para quaisquer línguas. É um sistema simples e democrático, porque sua aprendizagem está ao alcance de todos. O primeiro alfabeto conhecido é o fenício, que deu origem a quase todos os outros.

 O alfabeto fenício deu origem a muitos outros

O alfabeto fenício deu origem a muitos outros

Alfabeto Fenício
Nascimento: Entre os séculos XIII  e XI a.C.
Lugar onde surgiu: Oriente Médio, nas antigas cidade de Biblos e Tiro
Número de símbolos: 22
Algumas línguas que o utilizam: fenício e diversas outras línguas da Antiguidade, da região onde ele foi inventado.
Sentido de leitura: Da direita pra a esquerda
Funcionamento: Consonantal. Não está mais em uso, mas é o ancestral de quase todos os alfabetos e está na origem da línguas semíticas e da maior parte das línguas indo-europeias.

 

Alfabeto Hebraico
Nascimento: décimo século antes de Cristo
Lugar onde surgiu: Oriente Médio
Número de símbolos: 22
Algumas línguas que o utilizam: hebraico, aramaico, ídiche, judeu-espanhol, judeu-árabe, etc
Sentido de leitura: da direita para a esquerda
Sistema: Consonantal. Escrita ainda em uso

O alfabeto hebraico, como o fenício do qual é derivado, é consonantal. É ao pronunciar a palavra escrita que o falante inclui as vogais, pelo contexto. Existem atualmente alguns sinais vocálicos que podem ser acrescentados às letras, mas não são usados amplamente. O hebraico é um exemplo também de alfabeto que possui significação místico-religiosa. Tradicionalmente, eram atribuídos valores numéricos às letras do alfabeto. Assim, a primeira letra, “aleph”, representa a unidade e é associada ao conceito de Deus – único e onipresente na cultura hebraica.

 O sistema árabe é consonantal e também registra várias línguas

O sistema árabe é consonantal e também registra várias línguas

Alfabeto Árabe
Nascimento:
  Entre o V e o IV século depois de Cristo
Lugar onde surgiu: Arábia
Número de símbolos: 28 símbolos
Línguas que  o utilizam: árabe, persa, turco-otomano, malaio, urdu, e numerosas línguas africanas
Sentido de leitura: da direita para a esquerda
Funcionamento: Consonantal. Ainda em uso

O alfabeto árabe é considerado sagrado porque, segundo a religião muçulmana, o Corão foi ditado diretamente por Deus ao profeta Maomé. Assim, o texto reflete a palavra divina. A caligrafia também é muito importante na cultura islâmica, e é utilizada para fins religiosos, artísticos e científicos.










 

Alfabeto Grego

Nascimento:
aproximadamente décimo século antes de Cristo
Lugar onde surgiu: Grécia
Número de símbolos: 24 letras
Línguas que o utilizam: grego, e os extintos antigos jônico e dórico. Hoje é usado para a linguagem científica e matemática.
Sentido de leitura: originalmente da  direita para a esquerda; a partir do século V a.C., da esquerda para a direita
Funcionamento: Alfabético. Alfabeto ainda em uso. Foi nesse sistema que foram inventadas as vogais.

 

 


Alfabeto Latino
Nascimento:
século V a.C.
Lugar onde surgiu: Itália
Número de símbolos: 19 letras originalmente, mais tarde 24 e hoje, 26
Línguas que o utilizam: Inicialmente, línguas neolatinas e, atualmente, um grande número de línguas em todo o mundo.
Sentido de leitura: atualmente, da esquerda para a direita
Funcionamento: Alfabético. Atualmente em uso.

Fonte: L´aventure des écritures - Naissances. Anne Zali e Annie Berthier (orgs). Bibliothèque nationale de France, 1997.

 

Outros sistemas de escrita

Voltar à matéria principal

O alfabeto latino e a língua portuguesa

Escreva seu nome com hieróglifos

O decifrador do enigma das pirâmides

 

Para saber mais: 
www.ancientscripts.com (em inglês) Site sobre alfabetos e sistemas de escritas


 

versão para impressão: versão para impressão