Aumentar tamanho da letra  Reverter ao tamanho original Diminuir tamanho da letra  english español

Cromatografia em papel

Por: Denise Moraes

Para essa experiência você vai precisar de:

  • 6 tiras de papel (de preferência aquele papel dos filtros de café);
  • 2 copinhos plásticos;
  • Um pouco de água;
  • Um pouco de álcool (Cuidado: mantenha o álcool longe do fogo!);
  • Canetas (hidrocor) nas cores amarelo, azul claro, rosa e outra cor de sua preferência.

Agora siga as instruções e vá anotando suas observações.

 

Parte 1 – Corrida de cores

Conte a medida de um dedo do fundo dos copos para cima e faça uma marca. Em seguida, em um deles, coloque álcool e no outro, água. Atenção: o líquido deve estar na altura da marca no copo ou abaixo.

Pegue duas tiras de papel. Em cada uma delas, marque três pontos: um na cor rosa, um em amarelo e outro em azul claro. Os pontos devem ser desenhados a um dedo da extremidade do papel.

Mergulhe uma tira no copo com água e outra no copo com álcool, com a extremidade do papel mais próxima do desenho voltada para baixo. Aguarde e observe.

Qual a cor sobe mais rápido no álcool?

Qual a cor sobe mais rápido na água?

Você imagina porque uma cor sobe mais rápido que a outra?

 

Parte 2 – Mistura de cores primárias

Agora separe mais três tiras de papel. Na primeira você vai desenhar um risco (na mesma altura que desenhou os pontinhos da primeira parte) usando primeiro a caneta amarela e por cima a azul clara. Na segunda vai fazer o mesmo desenho usando as canetas amarela e rosa. E na terceira vai usar as canetas azul claro e rosa.

Verifique a cor que foi formada em cada tira a partir das misturas. Não esqueça quais são essas novas cores.

Coloque a primeira tira apenas na água (Não deixe o risco encostar no líquido!). Aguarde e observe. O que aconteceu?

Em seguida repita a mesma operação na água com as outras duas tiras. Observe cada uma.

Qual a cor resultante da mistura do amarelo com o azul claro? E do amarelo com o rosa? E do azul claro com o rosa?

 

Parte 3 – Usando outras cores

Agora escolha outra cor de sua preferência e faça o risco na tira de papel. No nosso caso escolhemos preto. Ponha a tira no copinho com água. Aguarde e observe. Se quiser, repita com outras cores.

Então, houve aparecimento de outras cores?

 

Vamos entender melhor o que aconteceu?

Você deve ter observado que à medida em que a água sobe pelo papel, a tinta é dissolvida e se espalha. As cores escalam o papel – algumas avançando mais rápido que as outras.

Isso acontece porque as fibras de celulose do papel interagem com a água e os pigmentos. Os corantes das canetinhas têm composição química diferente, e é o tipo de interação do corante com o papel que irá determinar o quanto ele subirá. Quanto mais forte for a interação, mais lento será o processo.

Chamamos este processo de separação de substâncias de cromatografia e ele é usado de diversas formas para se separar e identificar substâncias químicas, mesmo em misturas complexas contendo centenas de compostos.

O que você acha que aconteceria se nas duas últimas partes da experiência usássemos álcool no lugar de água? Quer saber? Experimente!


Colaboração: Paula Bonatto -Parque da Ciência / Museu da Vida.

Fonte de imagens: Museu da Vida/ Fiocruz

versão para impressão: versão para impressão